Copyright © 2019 | Carol Melo. Todos os Direitos Reservados

site criado por Carol Melo

contato: carol.melo@gmail.com
 

Sobre a série: NO PALCO

August 8, 2018

 

TOM ZÉ

Carol Melo. 2008
Caxias do Sul, Rio Grande do Sul. Brasil

 

 

 

O Palco é um lugar mágico, quando estou ali, diante dele, parece que não existe mais nada ao meu redor; me entrego àquele momento como fizesse parte, como uma dança, como fosse tudo ensaiado, mas no improviso; algo sagrado, mágico, poético. Tento captar toda essa energia que sinto com meu corpo, pelos olhos, ao segurar a câmera, pra onde apontar, e dar um click final, como acertasse o passo. 

 

 

 

A série NO PALCO  começou em 2007, quando estava na faculdade trabalhando como bolsista e soube do show do Tom Zé no teatro do Campus. Era meu primeiro ano na faculdade de fotografia e ainda não tinha meu equipamento; peguei emprestado da instituição e fui mesmo sem ninguém ter pedido. Como não tinha ingressos, fui à tarde, montei o equipamento no teatro, falei com o pessoal da entrada e tudo certo. À noite lá estava eu toda serelepe pra fotografar pela primeira vez um show, e logo do Tom Zé! Depois do show, um fotógrafo que era meu colega de classe, amigo e fui assistente dele por uns anos, estava lá e fui atrás dele pro backstage tentando esconder meu 1,56m atrás dos 1,80m e poucos. Quanto Tom Zé terminou de atender os fãs, pediu pra fazer foto com a imprensa que estava trabalhando, no caso, eu e o Ric (Ricardo Wolfenbüttel).

E Tom Zé olha e fala: "Vem cá tirar uma foto comigo, me dá um abraço apertado."

Esmaguei.

 

E nesses 11 anos que se passaram fui reunindo as fotografias que fiz de artistas como Zeca Baleiro, Nx Zero, Fresno, Afrobombas, Nouvelle Vague, Ratos do Porão, Dead Fish, A Dita Curva, e eventos como Abril pro Rock, FIG - Festival de Inverno de Garanhuns, MIMO - Mostra Instrumental de Música de Olinda, Janeiro de Grandes Espetáculos, entre outros, que forma essa série.

 

 

E pra encerrar a postagem vou falar um pouco do último trabalho que fiz, o espetáculo A Dita Curva, com 10 mulheres incríveis que cantam, dançam, declamam e tocam, e outras 20 e poucas nos bastidores!

 

 

Nunca havia trabalhando com uma equipe tão grande só de mulheres e foi uma experiência incrível. A sensação de acolhimento, de diálogos, de respeito, momentos de sentar em roda e falar sobre o que tá acontecendo com cada uma naquele momento exato, do que é estar ali e falar sobre. Foram mais de dois meses fazendo as fotos de divulgação, acompanhando os ensaios e cobrindo o espetáculo, um mergulho total no processo.
Pra mim foi um projeto feminista de cura, de mudanças, de firmamentos, de entendimento, de desprendimento, de ver a força de cada uma e de todas juntas. Foi lindo! E quando tiver em cartaz em algum lugar, vá ver!

 

Carol Melo


bastidores do primeiro trabalho e do mais recente (2007-2018):

 

TOM ZÉ

Carol Melo. 2018

Olinda, Pernambuco. Brasil




 

 

 

 

Please reload